Capítulo Trinta e Seis – Briga de Rua

quarta-feira, 20 agosto 2003 § Deixe um comentário

-Vem cá se for homem!
-Quiquié, seu viadinho? Larga essa faca aí que eu vou!
-Só largo se você largar essa granada aí…
-Ah, a moçoila tá com medo de uma granadinha, é?
-Ah, seu filho da puta! Eu vou te pegar!
-Filho da puta? É a tua mãe que tá na zona!
-Por que roubou o lugar da tua vó!
-Ei! Não enfia minha finada vó no meio, não!
-Então tá! Seu… seu… seu brocha!
-É? Não foi o que tua mulher me disse ontem à noite…
-Ah, seu mentiroso do caralho!
-Corno!
-Retardado!
-Chifrudo!
-Boboca!
-Boboca?!
-É…
-Você tem cinco anos de idade, é?
-Por quê?
-Aff… deixa pra lá, vai… toma aqui minha granada que eu vou pra casa…
-Tá fugindo, é? Ficou com medo? Volta aqui que eu vou te pegar…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Capítulo Trinta e Seis – Briga de Rua no o projeto sem nome.

Meta

%d blogueiros gostam disto: